Quinta-feira, 24 de Junho de 2010

As lágrimas Rolavam no rosto de Vanessa que corria sem direção. Ela não queria ficar perto daquele homem, que mexia tanto com seus sentimentos. Naquele momentos pingos de água começaram  a cair sobre ela, esses pingos foram ficando mais fortes e mais rápidos, e logo aqueles pingos já tinha se transformado em chuva. Sem para de correr Vanessa já sabia que o seu dia não era os melhores, começou a ver tudo escuro, ouvindo a voz do Zac no fundo que a chama-va. Suas pernas pediam para recuar, mais ela não dava ouvidos até não aguentar e desmaiar ali.. no meio de varias árvores.

Zac ao perceber apressou os passos e chegou perto dela desesperado, tirou seu paletó e a cobriu e logo pegou a no colo. com ternura e arrependimento por te sido Rude.  já não avistava seu carro e a chuva começou a ser acompanhada por trovões e relâmpagos. sem saber o que fazer retornou com passos fortes para encontro do seu carro. Depois de uma longa caminhada, encontrou seu carro, no mesmo lugar de antes, a chuva não cessava.

Zac se preocupava com a  formosa mulher que estava em teus braços. Com um pouco de dificuldade Zac abriu a porta do seu carro e a depositou no banco traseiro a deixando deitada e mais confortável,  Zac  voltou para o banco dianteiro do motorista enquanto ligava o carro Vanessa começou a expor suas primeiras reações.

—Pensei que estava tendo um pesadelo. —Vanessa disse levando da posição que Zac havia posto com tanto carinho. —mais vejo que é real

Zac ignorou completamente o comentário pois estava mais preocupado com seu carro que não queria obedecer seus comandos, pois parecia que lhe faltava gasolina. Vanessa percebendo que havia algo de errado perguntou:

—O que aconteceu?

—O carro não quer pegar!

Disse Zac impaciente. Isso fez ele dar um leve chute no carro

—Eu não acredito que vou ficar, molhada com frio, ainda presa aqui com você!

Vanessa lastimou  morrendo de frio

—Eu que o dia e ainda vou ter que ouvi você reclamar! —Zac pegou o celular e logo o jogou de volta na gaveta do carro. — Droga esta sem sinal essa maldita chuva!

 

Vanessa não comentou em nada estava encolhida no bando de trás apenas com um paletó. Zac olhando a cena pelo espelho do carro, almejou abraça-la naquele momento a aquecendo como sempre fazia. No mesmo momento ele lembrou do coberto que havia esquecido o dia que passeou com a sua sobrinha pelo parque. O coberto ainda estava no porta malas. Zac assim saiu do carro e conseguiu pegar o coberto que não havia molhado pois estava em uma sacola.

—Acho que isso te aquecerá. — Zac tirou o coberto da sacola. — Sorte que ainda não tinha tirado do porta malas!

Zac entregou o coberto para Vanessa essa logo riu, sabia que o coberto era da sobrinha de Zac. ela amava a menina que agora deveria estava com seis anos.

—Mabelly senti muito a sua falta, o dia que eu passei com ela, ela me perguntou que você iria voltar!

—Eu Também sinto saudade dela. —Vanessa percebeu como Mabelly e Emily eram parecidas fisicamente.

 

Vanessa sabia como Zac amava Mabelly que era sua unica sobrinha, Vanessa começou a imaginar como seria o comportamento do Zac com Emily.

A noite já estava próxima e frio ia  aumentando e o Zac que estava no banco da frente estava, tremendo de frio , Vanessa observou isso.

—Zac! —Falou cautelosamente.

—Olha se for pra ficar reclamando nem começa por favor!

Não era bem isso que Vanessa estava planejando em Fazer mais mesmo assim ficou calada o observando, Até chama-lo novamente depois de 15 minutos

—Zac!

Ela se inclinou colocando o braço atrás da poltrona onde ele estava

—pode falar!

Zac proferiu sem dar nenhuma importância

—Eu sei que você está com frio, bem da para nós dividirmos coberto aqui

Vanessa disse almejando alinha os cabelos de Zac que estava bem na sua frente. Zac ficou pensativo, mais desejando está perto, daquela morena que havia sido a sua mulher.

—Por Favor, Zac você  pode ficar doente!

—Agora você acha que é minha mãe ?

Zac disse passando para o banco de trás não resistindo ao pedido de Vanessa, Assim que Vanessa cobriu, ele sentiu a sensação de momentos passados, como o dia que o Zac estivera doente quando moravam juntos e Vanessa prontamente tomou conta dele no hospital.

—Assim está melhor?. —Perguntou Vanessa.

—Sim amor!

Zac ficou sem graça,  ao ver o que tinha pronunciado,e Vanessa não pronunciou nada, suspirou fundo sobre o silencio que permaneceu no carro. Pelo olhar de Zac ele estava Cansado havia trabalhado demais, Vanessa estava almejando poder abraça-lo!

—Cansado! —perguntou Vanessa com calma

—Um pouco e Você

—Não! —Vanessa se acomodou. —Acho que dormi a tarde inteira!

Vanessa sabia perfeitamente que o Zac estava Exausto, seus olhos diziam com extrema clareza.Então Vanessa tomou a iniciativa de o abraça-lo, mesmo sabendo que podia ser um erro

—Tenta descansar você precisando!

Vanessa se atrapalhou ao dizer isso, pois estava perdida no perfume de Zac.

—oh Vanessa. — Zac olhou nos fundos dos olhos dela. —muito obrigado mais não precisa estou bem!

Assim Vanessa alinhou os cabelos de Zac como havia desejado, e logo se sentiu presa em uma vibração, nos mesmo olhos que havia prendido anos atrás, se sentiu a mesma jovem ao ver como ele a fitava. Ela tentara esses dois anos matar o amor que tinha por aquele homem que estava na sua frente, mais ao ver ele ali parecia que o amor voltou mais forte do que nunca, ela sentiu um arrepio tão forte, Quando Zac a puxou mais perto, Deixando a sua respiração mais ofegante. Vanessa não tinha mais o domínio do coração, o dois estavam preste a cometer o pior erro. Como sabia que não teria mais volta. Os lábios do Zac De leve encostaram no de Vanessa, e logo suas línguas Dançaram em um ritmo calmo e suave. Logo o ritmo do beijo foi aumentando deixando de ser calmo para um  beijo avassalador.

 

Obrigados pelos comentários:

 

Line: Obrigado! Beijos

Paty: Eu adorei a idéia, foi ela que me motivou a colocar o beijo neste capitulo espero que goste Beijos

Cristy: Eu Também Adoro a Espanha! :D. O Zac é ciumento mais ele vai consegui controlar

Raissa: Obrigado amiga... é eu gosto sim!!

Amanda: Obrigado. Zac só esta rude agora por que ele não aceita a fato de Vanessa se casar com outro ele Também saber ser muito romântico..... é Talvez Vanessa não tenha sido traída quem sabe armarão, nunca se sabe né beijos

Maryana: obrigado Espero que goste

publicado por MyaH às 18:38
link do post | comentar | ver comentários (8) | | | favorito

Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

Margarit subiu as escadas rapidamente após a retirada do Zac. Quanto chegou  perto da porta de sua  sobrinha, encontrou a porta encostada e dava pra escutar claramente os choros e suspiros de Vanessa. Então Margarit empurrou a porta para ter visão do quarto, ou melhor visão de Vanessa. E essa estava Deitada, abraçada com travesseiro o deixando encharcado de lágrimas, que seus olhos derramavam ao lembra do seu doloroso passado e lembra de como sua princesa Emily precisava de sua ajuda  mais do que nunca.

 

—Querida. —Margarit passou as mãos acariciou seu cabelos. —não fica assim

 

Vanessa Apoio a cabeça na perna de sua tia.E  essa começou a fazer festinha  tentando confortá-La

 

—Querida, eu sei que você não está triste só pelo o terreno querida.

 

Vanessa tentou esconder as lágrimas levantou do colo de sua tia fitou-a bem  nos olhos. Enxugando as lágrimas com a mão, mais não dava pra esconde seus olhos vermelhos e inchados.

 

— Claro que é! você não precisava fazer isso

 

— Oh querida não precisa esconder de mim

 

Acariciou Margarit suavemente o rosto de Vanessa limpando a sua maquiagem que escorria nos olhos

 

— Eu não to escondendo.

 

Margarit olhou no fundo dos olhos de Vanessa e a resposta estava lá,  ela estava mentindo.

 

— Eu sei que foi muito forte você ver o homem da sua vida ali depois de dois anos

 

Vanessa levantou bruscamente da cama, ela não queria assumir a verdade

 

— Chega o Zac é passado! meu futuro é o Alexandre! Nos estamos noivos.

 

Margarit  abaixou a cabeça indignada com a resposta de sua sobrinha, sabia que aquele casamento era um modo de esquecer o passado, Alexandre é advogado e  tem um pequeno escritório na Inglaterra, e foi lá que Vanessa começou a trabalhar de Secretaria, quando tinha perdido toda suas esperanças em sua vida na Espanha.

 

—Querida por favor, tente descansar se precisar de alguma pode me chamar

 

Margarit levantou e foi lentamente andando para fora do  quarto, quando sua tia saiu Vanessa se desabou no choro, e quando ficou mais calma pegou seu celular e começou olhar as fotos de sua filha, e mais ela observava a foto mais semelhança ela achava que sua filha tinha com o pai

Seus cabelos dourados quase loiro lembrava o pai seus olhos azuis oceano também, mais o sorriso era o da mãe sorriso cativante, doce ingênuo. Fazia muito tempo que não via um sorriso daquele nos lábios de Vanessa. Seu choro deixou-a cansada  e ali adormeceu. O sono era  um modo de aliviar a dores que seu coração tinha, mais o problema atormentava ate quando dormia

 

Quando Zac namorava com Vanessa guardava ela como diamente mais precioso tinha ciumes de todos.

No décimo nono  aniversario de Vanessa  Zac a levou para Itália um dos paizes  que vanessa almejava conhecer, passeando de barco em Veneza no por do sol  lindo, Vanessa estava com a cabeça no ombro de Zac, ele recitava coisas doce me seu ouvidos com o seu explendido sotaque espanhol, sua voz rouca a deixava nas nuvens. Vanessa olhou para os olhos do Zac e esse uniu ao dela

 

—Quer casa comigo?

 

 

Zac acariciou os cabelos de Vanessa e com a mão direita tirou uma caixinha com duas aliança dentro. Vanessa ficou sem reação

 

—Quer ser minha meu amor?

 

—Sim, sim, sim…..

 

Vanessa respondeu varias vezes até zac colocar a aliança de noivado na mão direita de vanessa, ela fazer o mesmo

 

—Eu te amo

 

Zac ecoou em italiano para coincidir com o momento e logo em seguida seus labios se juntaram, suas linguas começaram a dançar no mesmo ritmo, calmo cauteloso, carinhoso.

 

Vanessa acordou assustada da cama, como se tivesse tido um dos piores pesadelos, ainda ofegante disse:

 

—chega, zac é passado.

 

Vanessa se ajeitou  e desceu e foi para cozinha

 

 

— Boa Tarde Vanessa

 

Falou a empregada dando um meio sorriso

 

—boa tarde

 

Vanessa disse enquanto pegava uma maça na fruteira

 

—Sua tia disse pra mim te avisar se você quiser ir com ela no show de flamenco*! Ela saira se sete horas

 

Vanessa olhou para o relogio e se espantou já eram seis horas

 

— Se eu quiser ir com ela é melhor eu me apresar

 

Vanessa levantou deu a ultima mordida na maça e a jogou no lixo, e saiu da cozinha

 

—suas roupas já estao arrumadas no seu antigo quarto, eu fiz isso quando a senhora estava dormindo espero que não se importe

 

—Magina muito obrigado

 

Vanessa saiu da cozinha e subiu as escadas seu quarto estava exatamente do jeito de antes, as paredes lilas uma cama de solteiro perto de um armário de marfin e o chão os pisos eram os mesmos brancos, até a foto que vanessa  presevava  do Zac em cima do criado mudo continuava no mesmo lugar. Vanessa parou de presta atenção no quarto e foi se aproximando do criado mudo pegando o porta retrato com a foto com um logo suspiro ela disse

 

— Você não existe mais pra mim!

 

Com estrema raiva tirou  foto do porta retrato e rasgou a foto em varios pedacinhos e a jogando no lixo suspirou mais aliviada, e foi até seu guarda roupa e puxou uma das portas do guarda roupa, e pegou seu vestido florido como estava calor. Ele era confortavel pano leve tomara que caia quatro dedos acima do joelho foi esse que ela escolheu, depois de escolher suas roupas entrou para seu demorado banho.  Depois de meia hora saiu e se vestiu procurou uma bolsa e sua sandalha gladiadora sem salto e saio do quarto

 

—Pensei que não ia descer mais

 

Margarit jogou essa brincadeira quando viu Vanessa descendo as Escadas

 

—Você nunca gostou de flamenco* por que esse interesse?

 

Margarit perguntou Desconfiada

 

—Por que a monique ama Flamenco* então eu acho que ela está lá!

 

Vanessa disse doce enquanto descia o ultimo degrau da escada

 

—ah, claro eu pensei que você estava indo para me fazer companhia mais pelo que vejo

Vanessa riu e foi do lado da tia.

 

—Ai, tia….

 

Sua tia não deixou ela  termina de falar

 

—querida é brincadeira. então vamos?

 

Disse margarit se levantando, estende a mão para ajudar vanessa

 

—Sim querida tia!

 

Elas sairam de casa de foram direto para carro de sua tia, depois de meia hora que margarit estava dirigindo elas finalmente chegaram ao Bar. E as duas entraram. Conseguiram uma mesa por sorte pois aquilo estava cheio.

 

—Aquela ali não é a monique ??


Margarit apontou para para uma mesa lotada, parecia a Monique e o seu marido Vanessa ia se levantar para comprimenta-la  mais quando viu  Zac na mesa com Monique sentou novamente

—Melhor eu não ir lá

Disse Vanessa com desanimo arrumando o cabelo

—Vanessa!

Esse grito ecoou da mesa onde estava Zac mais não era a voz de Zac e muito menos de monique, Vanessa conhecia muito bem essa voz era a voz de sua amiga escandalosa Ashley. Vanessa olhou para mesa e avistou Ashley se levantou e vindo onde ela estava

—Amiga que saudades!

Ecoou Ashley em inglês mais com o sotaque da espanha

Levantei paraa abraça-la e susurrei no seu ouvido

—Ainda sei falar a língua do meu pai o Espanhol

—Ai amiga —Ashley gritou — Junte-se la com agente!

Fiquei anima no primeiro momento mais depois lembrei que zac estaria lá

—melhor não —disse sentando ao meu lugar. — ainda mais não posso deixa minha tia sozinha

Agora que Ashley percebeu que minha tia Tava sentada a observa tudo com um grande sorriso

—Oh meu deus —Disse ashley envergonhada. —Eu não tinha notado! Desculpa Tia Margarit

Elas se comprementaram com um beijinho.

—Tia Você não se importa se nós tomasemos a Vanessa durante a festa né?

Margarit deu um sorriso, olhou para a mesa onde estavam sentados

—Claro que não, tem algumas amigas minhas que estao aqui Divirtam-se

Vanessa Olhou para margarit com raiva e logo Ashley puxou a amiga para perto do pessoal

—pessoal, pessoal aqui está vanessa esta de volta

Todos ficaram felizes e abraçaram a Vanessa. o marido da Ashley, a Monique e o seu marido o Corbin, Vanessa não fez questão de abraçar o  Zac.

— como estão seus filhos? — perguntou Vanessa pra começar um assunto

—O  Nick está otimo, ele vai ser um grande toureiro!

Quem Respondeu foi o Corbin, eu já tinha visto Nick Ele deve ta com 4 anos de idade

—Está preste vir mais um!

Corbin que estava bebendo Whisky Cospiu tudo, parecia uma novidade pra ele e Monique só rindo sa situação

—é brincadeira!

—Bem agora é a vez de eu falar do meu filho o henrique vai  dar  de 10 a zero no Nick vai ser igual ao pai

Isso era uma brincadeira amigável, que eles faziam Henrique esta com tres anos tem aparencia da mãe Ashley Cabelos loiros.

—Nenhuma  De nos Tivemos meninas!

Ao Falar isso Vanessa Lembrou De Emily, e deu um sorriso que todos perceberam, pegando a taça de o Whisky. Monique que estava lado direito perguntou

—Que Significa essa aliança

Vanessa olhou para aliança envegonhada e disse

—é que eu estou noiva!

—Noiva — todos ecoaram junto.

Zac Fitou vanessa que estava sentada bem na sua frente e disse:

— você parece muito bem querida. imagino que esperava me ver  bastante mudado

Isso era verdade vanessa esperava. mais ele se encontrava do mesmo Aspecto de antes.

Esforçando para sustentar o olhar para aquele homem sem pensar enquanto Emily era parecida com ele, Vanessa Reuniu todo o Deprezo pra dizer:

—Para ser sincera não esperava encontra-lo

—Por favor parem a dança já vai começar…

Ashley acalmou os animos, e percebeu como Zac olhava para aliança de vanessa, ele fuminava de raiva.

Zac Sabia que Vanessa odiava Flamenco, por esse motivo evitara em levar a esse lugares.

Depois De uma hora de apresentação Vanessa já estava intediada

Zac levantou logo deu a volta para perto de Vanessa

—Eu a levo pra casa!

Vanessa juntou todo  o odio que sentia pra da uma resposta a nivel

—Eu não vou a lugar nenhum com você, Vou com a minha tia

—sua, tia já foi embora e creio que vc não aguenta mais três horas olhando essa Dança

Vanessa sentia mais raiva por que zac conhecia tao bem

—eu vou de taxi!

— eu não vou deixar vamos ta com medo de alguma coisa em! Nunca te fiz nada que não quisesse, e não é hoje que eu vou fazer.

Vanessa Respirou fundo e se levantou, zac segurou na mão dela e deu um sorriso de vitorioso, eles se despediram do pessoal que estavam tão vidrado na dança, chegando perto do carro zac segurou a mão direita della e disse:

— Você voltou aonde era pra está, minha mulher não usa anel de um outro homem

Repentinamente zac tirou o anel de seu dedo e jogou no chão

—agora sim está melhor

Zac disse com um sorriso satisfeito

—eu odeio seu canalha eu o odeio

Vanessa Gritou com raiva deixando as lagrimas cairem

—Pode me odiar a vontade o quanto quiser mais aqui você é minha

—Você não tem direito de me tocar! Não sou mais Sua mulher

—Ninguem alem de mim tem esse direito, e se algum sujeito fizer isso eu o mato! Pare de repitir que você não é minha mulher . Se continuar vou lhe mostra para não deixa duvida que eu ainda sou e sempre serei seu marido

Vanessa pensou que ele ia a beijar e ficou Esperançosa com isso mais não aconteceu. Logo em instante ficou com raiva por te almejado um beijo dele

—Eu te odeio . —disse chorando humilhada

—Eu sei.posso ver nos seus olhos, mais agora entre no carro

Vanessa  pegou a aliança do  chão o que fez logo Zac prosteta, Depois vanessa Saiu correndo. E fez com que zac corre-se atrás

 

 

Flamenco*: É uma dança típica da Espanha influenciada pela cultura cigana e entre outras culturas. essa dança acontecem principalmente em bares restaurantes etc.

 

 

Muito obrigado pelos comentarios adorei beijos espero que gostem beijos


publicado por MyaH às 01:41
link do post | comentar | ver comentários (7) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro